Hygeia Biotech

Nossa missão é promover benefícios
à sociedade por meio de arranjos
produtivos inovadores, em projetos de
biotecnologia, no estado do Rio de Janeiro.

PROJETOS

Peptídeos Sintéticos

A Hygeia se insere no Complexo Industrial da Saúde, buscando implementar uma plataforma de produção de peptídeos bioativos para uso farmacêutico.

Octreotida

A Octreotida é um peptídeo sintético utilizado para o tratamento da acromegalia e outros cânceres responsivos a somatostatina e hormônio do crescimento. A acromegalia é uma doença rara que resulta, em mais de 95% dos casos, de um adenoma da glândula pituitária. A terapia mais indicada para o tratamento da acromegalia é a remoção cirúrgica do adenoma. Mesmo assim, o controle da secreção do GH só é obtido em 50% dos pacientes, no caso de macroadenomas, e em cerca de 80%, no caso de microadenomas. Quando a remoção cirúrgica não é indicada o tratamento é realizado por radioterapia, e o controle dos níveis de secreção de GH por este tratamento demora anos, freqüentemente mais de uma década.

Como conseqüência, passou-se a utilizar no tratamento da acromegalia análogos da somatostatina que, por sua ação de inibidores da secreção de GH, são capazes de controlar os níveis deste hormônio no caso de cirurgias com sucesso parcial ou mesmo quando a cirurgia não é possível ou desejável. O mais utilizado deles, a octreotida, contém 2 D-aminoácidos (D-fenilalanina e D-triptofano), um aminoálcool (treoninol), e uma ligação dissulfeto (cisteína2-S-S-cisteína7), apresentando uma meia vida de 60 a 90 minutos, prolongada em relação à somatostatina nativa. Com o objetivo de aumentar o intervalo entre as doses necessárias, foi desenvolvida a octreotida LAR (long acting response), que é formulada utilizando microesferas de um polímero biodegradável contendo acetato de octreotida, cujo protocolo prevê injeção intra-muscular de 4 em 4 semanas. A Hygeia desenvolve a síntese e as formulações de medicamentos que possuem a Octreotida com o IFA (insumo farmacêutico ativo).

Este projeto está sendo desenvolvido em parceria com o Instituto Vital Brazil em convenio assinado com o Ministério da Saúde.


Leuprorrelina

A Leuprorrelina é um nonapeptídeo sintético análogo análogo do fator liberador do hormônio luteinizante (LHRH) ou GnRH (hormônio liberador de gonadotropina). Possui maior potência que o hormônio natural, atua como um inibidor da produção de gonadotrofina e é quimicamente distinto dos esteróides. O medicamento com este ativo é indicado para: neoplasia da próstata; fibroma uterino; endometriose; puberdade precoce (PP), dentre outras aplicações. A Hygeia desenvolve a síntese e as formulações de medicamentos que possuem a Leuprorrelina como IFA (insumo farmacêutico ativo).


Goserelina

A Goserelina é um peptídeo sintético, análogo do fator liberador do hormônio luteinizante (LHRH) ou GnRH (hormônio liberador de gonadotropina). A acetato de goserelina é utilizado para suprimir a produção de hormônios sexuais (testosterona e estrógeno), particularmente no câncer de mama, de próstata e na endometriose. Este peptídeo estimula a produção destes hormônios sexuais de uma maneira não-pulsátil (não-fisiológica). Isto causa a interrupção dos mecanismos de feedback hormonal endógenos, resultando na diminuição da produção de testosterona e estrogenio. A Hygeia desenvolve a síntese e as formulações de medicamentos que possuem a Goserelina como IFA (insumo farmacêutico ativo).


Glatiramer

O Glatiramer é um peptídeo randômico composto de 4 aminoácidos (L-Ala, L-Lys, L-Tyr e L-Glu) que são encontrados na mielina. Existem diversas propostas para o mecanismo de ação. A administração da Glatiramer muda a população de células T, das pró-inflamatórias Th1 às regulatórias Th2. Devido semelhança com a mielina, ela contrapõe a resposta autoimune contra a bainha de mielina, sendo eficiente no tratamento de esclerose múltipla. A Hygeia desenvolve a síntese e as formulações de medicamentos que possuem o Glatiramer como IFA (insumo farmacêutico ativo).

Contato e endereço

MAIL | LIMS